Rio Sorraia

Locais de Interesse

Com um curso de aproximadamente 60 km, é junto ao Couço, na Herdade de Entre Águas, que da união das ribeiras do Sor e do Raia nasce o rio Sorraia, atravessando calmamente o concelho, indo juntar-se ao Tejo na lezíria de Vila Franca de Xira.
Como afluente da margem esquerda do rio Tejo, é o maior e mais importante, delimitando o Alentejo do Ribatejo e dotando de características únicas a região que atravessa.

Teve ao longo dos tempos um papel vital para a região e, segundo registos históricos, já romanos e árabes aqui se fixaram, usufruindo dele no campo agrícola e como meio de comunicação, para exportar os produtos cultivados nas férteis terras do Vale do Sorraia, onde desenvolveram engenhosos sistemas de irrigação que chegaram aos nossos dias. Há cerca de 40 anos ainda era navegável, tendo conhecido até então um significativo tráfego fluvial de escoamento de produtos agrícolas e florestais, nomeadamente cortiça, madeiras e cereais. Apresentando uma corrente ligeira ou quase nula e uma profundidade média de 1,70 m, abundam no seu caudal várias espécies, nomeadamente bogas, carpas, barbos e bordalos, tendo-se desenvolvido em toda a zona a pesca artesanal de rio.

Esta riqueza piscícola tornou-o também num local privilegiado para a prática da pesca desportiva. Sendo considerado um dos melhores pesqueiros nacionais, realizaram-se aqui diversos campeonatos do mundo de pesca desportiva.

Terça, 21 de Fevereiro de 2017
De momento não existem Sondagens activas.