Conhecer o Concelho

No coração de Portugal

Se existe lugar que inspira vibrações positivas e vontade de usufruir o que a cultura portuguesa tem de melhor, Coruche tem com certeza o privilégio de ser um desses lugares.

Situado no Ribatejo a apenas 78 km de Lisboa, o concelho de Coruche com uma área de cerca de 1120 km2, o que o torna o concelho mais extenso do distrito de Santarém e o 10º a nível nacional, divide-se hoje em 6 freguesias: Biscainho, Branca, Couço, LamarosaSantana do Mato e União de Freguesias Coruche, Fajarda e Erra sendo que esta última freguesia surge na sequência da Agregação das freguesias de Coruche, Fajarda e Erra resultado da aplicação  das Leis nºs 56/2012, de 8 novembro /Lei de Lisboa; e 11-A/2013, de 28 de janeiro.
 
Coruche apresenta uma paisagem que se desdobra numa vasta Lezíria fertilizada pelo rio Sorraia, afluente do rio Tejo, onde cresce o melhor arroz de Portugal. O concelho abrange uma vasta zona florestal constituída principalmente por montado de sobro, do qual se extrai 10% da cortiça nacional e onde diariamente são produzidos cinco milhões de rolhas de cortiça para todo o mundo.
 
A povoação de Coruche, da qual que não se conhece a origem com segurança, existe desde época muito remota, havendo achados vários que atestam a presença humana desde o Paleolítico, encontrando-se um conjunto megalítico no extremo sudeste do concelho.

Conquistado aos Mouros em 1166 por D. Afonso Henriques, primeiro rei de Portugal, foi este mesmo monarca que concedeu a Coruche o seu primeiro foral, a 26 de Maio de 1182, elevando assim a povoação a vila e a concelho.
.
Repleto de lugares de grande beleza natural, Coruche propicia momentos de lazer, oferecendo magníficas condições para desfrutar de um dia ao ar livre, onde poderá apreciar e observar a natureza no seu estado mais puro ou praticar actividades desportivas em terra, na água ou no ar.

Por tudo o que representa hoje, pela tradição que a caracteriza e principalmente pelo futuro que se projecta, Coruche inspira confiança, cultura, inovação e desenvolvimento, sem perder a sua ruralidade plena de encantos onde não falta a grande paixão pela Festa Brava.
Terça, 21 de Fevereiro de 2017
De momento não existem Sondagens activas.