Tauromaquia

Tradição das Lezírias

Perde-se no tempo a relação da tauromaquia com o concelho de Coruche.
Coruche é dos poucos concelhos no país, se não o único, onde podemos encontrar todos os elementos ligados à tauromaquia.
Atualmente, as ganadarias são as seguintes: António Silva; Vale Sorraia; David Ribeiro Telles; Lopes Branco, Herdeiros; Herdeiros de Alberto Cunhal Patrício; Conde Murça.

Entre cavaleiros, forcados, matadores e bandarilheiros encontram-se figuras de reconhecido valor no panorama taurino nacional, alguns já retirados, como David Ribeiro Telles, José Simões ou António Badajoz, apenas para mencionar alguns.

Mas este também é um concelho recheado de figuras taurinas em todas as categorias profissionais, incluindo as de retaguarda, como o ferrador, o embolador, o correeiro, o alfaiate, o condutor do camião dos cavalos, o cocheiro, o moço de espadas.

A Praça de Toiros de Coruche, de primeira ordem, dá corridas em três períodos do ano: aquando da FICOR – Feira Internacional da Cortiça, em maio; em agosto, nas Festas em Honra de Nossa Senhora do Castelo, e no último fim de semana de setembro, pela Feira de S. Miguel.
O Museu Municipal tem desenvolvido investigação nesta temática. Foram já apresentadas três exposições: Forcados Amadores de Coruche (2006), no espaço do Museu; António Ribeiro Telles. 25 anos de alternativa (2008) e António Badajoz (2009), já no edifício dos antigos CTT, adquirido pelo município e onde agora funciona o Núcleo Tauromáquico de Coruche, inaugurado em Agosto de 2010. A exposição de abertura é centrada na história da tauromaquia do concelho.
Deixamos o convite para visitar este novo espaço e saber mais um pouco sobre esta temática.
Terça, 21 de Fevereiro de 2017
De momento não existem Sondagens activas.